domingo, 29 de julho de 2012

Força.

 Eu aprendi a ser forte desde garotinha, sei o quanto a vida é injusta e pessimista. No entanto continuei sempre sendo uma "boa garota", eu gosto de ser bondosa, é incrível quando percebemos detalhes tão pequenos que tornam pessoas maravilhosas, mesmo quando me machuco no final.
 Nunca dei espaço para me conhecerem realmente, tenho segredos que nunca pretendo contar. Fui ferida, várias vezes, mas o máximo que fiz foi chorar e tentar esquecer, afinal a vida não te dá tempo para pensar. Acreditei sem sucesso que o mundo poderia ser melhor, tão inocente e tola. Eu chorei, e choro, porque não há nada de belo nesse mundo que pode cegar os meus olhos e me fazer acreditar que a vida pode ser bela e gentil. Alguns nascem com privilégios e nem sabem como usar, outros, pobres e miseráveis como eu, só podem fechar os olhos e imaginar estarem no lugar inexistente e que ao amanhecer tudo será lindo e magnífico. No fundo somos todos tolos e solitários, não existe felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário