sábado, 12 de janeiro de 2013

Som da felicidade

Já está tarde e amanhã necessito acordar cedo...
Mesmo assim insisto em aumentar o volume no ideal e ouvir seus sussurros me acariciando a alma.
As partituras que gritam lágrimas de um outro alguém que por hora se tornam as minhas.
Mãos que tocam não somente a superfície mas também o meu interior.
Ritmo que me faz refletir e que com simples acordes me enchem de paz interior
e nesse momento eu alcanço o que se chama felicidade.

Nenhum comentário:

Postar um comentário