quarta-feira, 1 de outubro de 2014

Nublado

 Uma manhã tão maravilhosa, o vento tão revigorante. Me senti viva. Tive orgulho de estar viva. Os pingos frios de chuva chocaram-se com minha pele, respirei fundo e absorvi toda a vida que emanava ao meu redor. Um céu nublado. Como num passe de mágica tudo se tornou escuro. Me senti vazia. Me senti um nada. Tive medo de me sentir viva, tive medo por estar vazia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário